0040UTILIZADORES ONLINE

Meia Maratona de Famalicão 2016

A terceira edição da Meia Maratona de Famalicão, disputada este domingo, foi uma interessante corrida na senda das anteriores e teve como aspecto mais fundamental o triunfo total de um atleta que se vem revelando com o tempo, e agora de forma mais clara, como um novo elemento de valia do meio fundo e fundo nacional. Nuno Lopes, do Centro de Atletismo de Seia, foi o claro triunfador de uma corrida disputada com tempo agradável para o efeito, sem vento, com temperatura adequada e coma queda, apenas, de alguma chuva no final, que não prejudicou os corredores.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30

No conjunto do evento, 2500 pessoas participaram na Meia Maratona propriamente dita e na Caminhada, com 7 km de extensão, com início na Avenida Brasil e finalização finalização no magnífico espaço que é a Casa do Território. Nuno Lopes dominou claramente desde o tiro de chamada e acabaria com clara vantagem sobre todos os rivais, terminando com 65m58s, marca que além de constituir recorde pessoal lhe permitiu uma vantagem gigante sobre Hélder Santos, do Sporting CP (67m42s) e Rui Teixeira, do mesmo clube (68m06s), como se sabe dois cotados fundistas.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30

Nuno Lopes, de 29 anos de idade, conseguiu este triunfo com a particularidade de ter dispensado todos os abastecimentos, facto que o próprio confirmaria no final, quando interrogado acerca do mesmo. Treinado por João Gomes (que tem a seu cargo Paulo Gomes e Inês Monteiro, por exemplo), já na passada temporada de pista havia dado nas vistas a nível nacional, tendo sido o quarto do ranking nacional dos 5000m, com 14m08,42s, e agora vira-se claramente para a estrada como aposta na sua carreira.

De notar ainda que Rui Pedro silva, que esteve previsto para correr em Famalicão, acabaria por não comparecer.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30

No lado feminino o primeiro aspecto de relevância foi a desistência da principal favorita, Sara Moreira, o que aconteceu bem cedo, logo por volta dos 5 km. Cláudia Pereira, do GDF Running, acabaria como vencedora, com 75m38s, também com calara vantagem sobre as imediatas, que foram Filomena Costa (Jardim da Serra – 77m45s), a recuperar da participação na Maratona do Porto, e Daniela Cunha (Sporting CP – 80m27s).

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28
close